ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Você está aqui: Capa / NUTRIÇÃO / Anemia no atleta
Anemia no atleta

Anemia no atleta

Quando se fala em anemia vem logo a mente a falta do ferro, mas não é somente a falta do ferro que causa a anemia. Temos basicamente dois tipos de anemias causadas por deficiência de nutrientes:

– Ferropriva (deficiência de ferro)

– Megaloblástica (deficiência de ácido fólico e vitamina B12).

Então é simples? Basta aumentar o consumo destes nutrientes e tudo fica certo?

Não é bem assim! Nosso organismo está em constante interação e com os nutrientes não é diferente. Por exemplo: não podemos tratar a anemia ferropriva somente com a suplementação de ferro, pois, para o absorvermos melhor precisamos da vitamina C, para que o ferro chegue a corrente sanguínea precisamos do cobre, para formação do grupo heme (componente fundamental da hemoglobina) precisamos de vitamina B6.

Em atletas é muito comum o aparecimento da anemia ferropriva, em especial em mulheres, uma vez que às perdas habituais do nosso organismo acrescenta-se aquelas relacionadas com a atividade física intensa. O ferro é fundamental para o transporte de oxigênio e produção de energia, assim seu equilíbrio no organismo do atleta está diretamente relacionado com seu rendimento.

CAUSAS COMUNS DA ANEMIA POR DEFICIÊNCIA DE FERRO EM ATLETAS:

  • REDUÇÃO DO CONSUMO DAS FONTES DE FERRO: dieta hipocalóricas, vegetarianos, maus hábitos alimentares;
  • MÁ ABSORÇÃO DOS NUTRIENTES: Doença Celíaca, infecção por H. Pylori, hipocloridria, disbiose intestinal, gastrite atrófica, cirurgia bariátrica. Pode ser causada também pela própria composição da dieta, rica em ferro e pobre nos demais nutrientes, como citado a cima.
  • NECESSIDADES AUMENTADAS: o treinamento regular leva a mudanças no organismo, como o aumentar de massa muscular e consequentemente maior necessidade do ferro, o que pode alterar o equilíbrio deste mineral.
  • PERDAS PELO SUOR: em ambientes quentes muito úmidos, a sudorese é intensa, com o consequente aumento das perdas de Fe.

COMO PREVENIR E TRATAR AS ANEMIAS:

CONSUMIR CARNES: possuem boas quantidades de ferro (na ordem: bovina, peixe e frango) e também de vitamina B12.

CONSUMIR LEGUMINOSAS: lentilha, soja, feijão, ervilha. Possuem boas quantidades de ferro e ácido fólico. Os vegetarianos devem sempre incluir este grupo na alimentação.

INCLUIR AS OLEAGINOSAS: consumir a Castanha do Pará que é rica em Zinco e ajuda no metabolismo do ferro. Consumir as Nozes pois possuem ácido fólico.

UTILIZAR A VITAMINA C PARA MELHORAR A ABSORÇÃO DO FERRO DE ORIGEM VEGETAL:

–          Consumir pela manha Suco Verde: Couve + Laranja /  Espinafre + Limão + Abacaxi / Couve + Acerola

–          Temperar a salada do almoço com limão.

VEGETAIS FOLHOSOS: espinafre, couve, agrião, repolho. São ricos em ferro e também ácido fólico.

Sobre Daniela Brige Lacerda

Daniela Brige é Nutricionista (CRN5 - 3993) graduada pela Universidade Federal da Bahia, Especialista em Nutrição Clínica Funcional e membro da Sociedade Brasileira de Nutrição Funcional. Tem ampla experiencia em atendimento nutricional com foco no tratamento de diversas patologias, no emagrecimento e acompanhamento a praticantes de atividade física. Faz atendimento personalizado em domicílio. Contato: danielabrige.nutri@gmail.com / (71) 9188-3606